Baal Shem Tov

O MESTRE DA CELEBRAÇÃO: (SÉCULO XVIII)

A história da vida de Israel Baal Shem Tov é cercada pelo mistério. Como o fundador do movimento conhecido como Chassidismo, muitas lendas cresceram em torno dele e é difícil precisar o que realmente é fato histórico.

Baal Shem Tov nasceu na Ucrânia e seus pais faleceram quando ele era ainda uma criança muito pequena. O menino foi criado pela comunidade e recebeu a mesma educação das crianças ao seu redor, mas era diferente delas. Quando adolescente, lhe foi dado um trabalho como guarda na sinagoga local, onde teve a oportunidade de aprofundar seus estudos e, de forma secreta, se iniciar nos mistérios da cabala.

Acabou casando-se com a filha do Rabino, mas devido à forte resistência de seu cunhado que não aceitava a união, mudou-se com a esposa para as montanhas, onde meditou por vários anos.

Finalmente, aos 36 anos, no ano de 1734, revelou-se ao mundo. Seu cunhado, que antes o desaprovara, reconheceu sua santidade e tornou-se seu primeiro discípulo. O Baal Shem Tov tinha poderes de cura impressionantes e atraiu multidões de seguidores em busca de curas e bençãos.

Ele enfatizou todo seu trabalho na entrega ao “aqui e agora”, através da alegria da celebração do divino pela oração, pelo canto e pela dança. Baal Shem Tov trouxe grandes inovações ao pensamento de sua época, enfatizando que o entusiasmo, muito mais que o sofrimento, era o caminho para o homem se unir à dimensão do sagrado.