Moshe Cordovero

O MESTRE DA ÁRVORE: (SÉCULO XVI)

Moshe Cordovero foi um grande cabalista que viveu no século XVI, na cidade de Safed. Foi um personagem importante de uma comunidade inesquecível de homens místicos e devotos que ali viveram nesta época. Ele fundou uma academia para o estudo do misticismo e teve como aluno o mestre cabalista Isaac Luria (Ari).

Morreu aos quarenta e oito anos, no dia vinte e três de Tamuz. Foi homenageado pelo Ari, que testemunhou ter visto claramente um grande pilar de fogo precedendo a comitiva que acompanhava o caixão de Cordovero.

O Ramac, como também era conhecido Cordovero, escreveu muitas importantes obras cabalísticas, entre elas, “Tamareira de Devora”, clássico fundamental no estudo da árvore da vida. Neste livro ele analisa de maneira clara e objetiva os treze atributos de misericórdia mencionados pelo profeta Miquéias.

Existe um trecho muito interessante no livro “Tamareira de Devora”, quando Cordovero desenvolve o que ele chama de um remédio para a arrogância, a qual define como uma grande doença, e desta forma possibilitar ao homem penetrar os portões da humildade.